não é uma avenca

Acende um cigarro, abre a janela e vê a noite lá fora. Tá tudo certo, então por quê? Talvez as coisas estejam certas de mais. Tá na hora de acontecer algo pra bagunçar. Viver sem emoção não é viver. Ela e mais dezenas, inclusive eu.

– Mas, hein, menina. Apaga esse cigarro e acende esse sorriso, que eu tô sentindo falta… Sei lá, senta perto de mim e toma um café comigo. Deixa eu te contar do meu dia e te fazer dar risada de alguma bobagem. Deita no meu colo ou ali na grama, vamos fazer de conta que hoje é nosso último dia e não deixar ele terminar triste.

Eu quero te dar um abraço e te fazer esquecer das coisas que te machucam. Eu quero te dizer que você não é uma avenca, sabe? Eu quero te dizer, menina, que eu tô aqui e que eu me importo (mas disso tu já sabe). Mesmo assim, guria, não desanima. Me encontra, eu to aqui, to te esperando. Só me dá um sinal de que eu posso dar mais um passo, me chama pra perto de ti.

Sei lá, a vida é tão curta… Tu quer mesmo perder tempo ficando triste e pensando em coisas ruins e pessoas ruins? Deixa eu ser feliz perto de ti, pelo menos. Talvez minha felicidade, que é sempre tão grande, te contagie um pouco. Talvez, se eu te mostrar, tu queira ser feliz junto comigo. Vem, guria, a vida tá esperando por nós.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s